Saturday, May 05, 2007

 
passeias agora na negra noite e as árvores da floresta
vergadas ao peso do vento ressuscitam velhos
fantasmas falemos destas noites de bruma falemos
do refúgio das palavras especialmente inventadas
para a poesia

(J.A.R.)

Comments:
Gostaria de saber o que Alberto Caeiro, se possível fosse, pensaria deste texto.
 
um belo pensamento o do Manuel da Mata ...
O que diz José?





Recebeu o meu mail sobre os cont.?
Um grande abraço Zé
Excelente fim de semana
 
Caro Manel,

O Alberto Caeiro está sempre presente nestes textos. É o meu Pessoa preferido...
O que ele pensaria?!...
 
Alex:)

Adorei a sua Primavera de hoje!...Daqui a pouco vou passar por lá novamente!
Respondi à questão sobre o Alberto
Caeiro...sem responder!É que não sei o que dizer!
Enviei-lhe um mail sobre os cont.Obrigado!
Bom fim de semanaUm grande abraço, Alex:)
 
E já cá está!
Abraço Zé:)
 
Depois...
"falemos do refúgio das palavras especialmente inventadas
para a poesia"...

Filigrana. Muito delicada. Mas com tanto peso!...
 
Post a Comment

Links to this post:

Create a Link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Web Page Counters